Artigos

Como ser dentista na Espanha?

como-ser-dentista-na-espanha

Tempo de Leitura  6 min

O Brasil tem um costume de valorizar muito seus dentistas, porém o mercado de odontologia no exterior também é muito atraente, por isso muitos dentistas brasileiros se perguntam se vale a pena trabalhar no exterior, por exemplo, ser dentista na Espanha.

A ideia especificamente de trabalhar como dentista na Espanha pode ser algo bem rentável para um dentista brasileiro, já que boa parte da população desse país adere a uma boa rotina de saúde bucal, como resultado, o valor pode ser um pouco mais alto dos serviços odontológicos cobrados.

Acrescente a isso que na Espanha as formas de pagamento e as opções de equipamentos são melhores do que no Brasil .

Com isso tudo, é mais fácil para o dentista na Espanha conseguir com mais precisão um diagnóstico e prestar um serviço com mais qualidade para seus pacientes.

Então, quer saber como ser dentista na Espanha?

Confira a seguir o que é necessário saber e fazer para um ser dentista na Espanha!

Antes de tudo, se deve validar um diploma de dentista na Espanha

O despacho de documentos pelo Ministério de Educação da Espanha (maior órgão da educação do país) é a primeira etapa para tornar válido o diploma de um dentista brasileiro na Espanha.

No nosso país, isso pode ser feito por meio dos Correios, por via do despacho das papeladas no Consulado da Espanha no Brasil.

Viver na Espanha não é uma condição para pedir que validem o certificado brasileiro de conclusão do curso de Odontologia, no entanto, ter o diploma de dentista válido não significa que o brasileiro será capaz de morar na Espanha como se estivesse com uma autorização de moradia da Espanha.

Caso seja válido sem contratempos pelo maior órgão da educação da Espanha o certificado brasileiro de conclusão do curso de Odontologia, esse profissional terá que se cadastrar no Colégio de Odontólogos, espécie de órgão fiscalizador do trabalho de dentista.

No entanto, se o maior órgão da educação da Espanha não tornar válido o certificado brasileiro de conclusão do curso de Odontologia, normalmente o profissional terá que fazer provas.

Quando ocorrer isso, é preciso entregar um documento do Ministério da Educação à uma instituição de ensino superior para que em seguida você seja capaz de se inscrever para realizar os testes.

Vale destacar que boa parte dos dentistas terão que fazer testes adicionais, não importa o grau de escolaridade que esse profissional possua no Brasil.

Dentista na Espanha: conheça os documentos e ações necessárias para validar o diploma

É necessária ter em mãos certos documentos e colocar em prática determinados procedimentos, veja abaixo quais são eles:

  • Formulário que solicita a homologação
  • Passaporte original e cópia atestada
  • Certificado brasileiro original de conclusão do curso de Odontologia junto da sua cópia atestada com tradução juramentada realizada na Espanha
  • Registro estudantil do curso de Odontologia junto da sua tradução juramentada
  • Conteúdo e plano de atividades das matérias do curso de Odontologia junto da sua tradução juramentada
  • Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE)
  • A taxa de € 49,27 tem que ser paga.
  • Todos os documentos devem passar pela Apostila de Haia

É essencial ser original as papeladas entregues, além disso, elas devem estar traduzidas para o espanhol tendo uma tradução juramentada que tenha sido realizada na Espanha e por fim, não pode faltar a apostila de Haia em todos esses documentos.

como-ser-dentista-na-espanha

Demora muito para validar o diploma de dentista na Espanha?

Vários fatores devem ser considerados.

Na maioria dos casos, o Ministério da Educação da Espanha responde no prazo de seis meses a um ano a contar da data de apresentação do pedido, mas não há prazo específico.

Levará mais tempo se forem necessários testes de aprovação.

Dependendo do número de temas solicitados pelo Ministério da Educação, o período de aguardo para validar o diploma de dentista na Espanha pode ser de alguns anos.

Todos os exames de validação do curso são concluídos em um único dia por cada universidade.

Dez disciplinas em um semestre significaria que o profissional teria que esperar até os semestres seguintes para concluir o restante do curso.

Requisitos formativos complementares

O Ministério da Educação da Espanha ao longo da ação para tornar válido o diploma brasileiro de um dentista pode definir que a capacitação de dentista do solicitante não se apresenta como adequada para a Espanha.

Quando ocorre isso, o solicitante deve cumprir os requisitos formativos complementares que possuem o objetivo de tornar equivalente às disciplinas do curso brasileiro de odontologia às do curso espanhol de odontologia.

Esses requisitos formativos complementares normalmente são:

  • Ser admitido em uma exame de aptidão
  • Cumprir um estágio
  • Desenvolver um trabalho de conclusão de curso
  • Admissão em disciplinas que possibilitam suprir as carências formativas

O candidato poderá cumprir esses requisitos frequentando uma ou mais universidades espanholas de sua escolha.

Muitas instituições de ensino superior oferecem iniciativas para ajudar os alunos a validarem seus diplomas.

Enfim, o cumprimento desses requisitos formativos complementares tem prazo de seis anos.

Ser dentista na Espanha vale mesmo a pena?

Muitos dos dentistas brasileiros que tornaram realidade o sonho dentista na Espanha acreditam que valeu a pena o esforço.

De fato, é possível melhorar as condições de trabalho, fornecer serviços exclusivos e aumentar a lucratividade ao mesmo tempo. Conseguir clientes é uma reclamação comum, mas não é a única.

Como ainda existe algum preconceito em relação aos profissionais estrangeiros que não se formaram no país onde estão trabalhando, é por isso que isso acontece.

Dito de outra forma, pode ser um empreendimento lucrativo para alguns, mas um pesadelo para outros, pois eles lutam para atrair e reter clientes e se diferenciar das práticas concorrentes.

O ideal é que um profissional avalie o cenário atual e busque formas de se destacar aqui mesmo no Brasil.

Profissionais com diplomas avançados ou especializações obtidas em outros países normalmente gozam de alta estima na Espanha.

Os profissionais de saúde devem ver sua prática como um negócio que requer atenção estratégica, independentemente do caminho que escolherem.

Como proprietário de uma empresa, você deve dedicar uma parte do seu tempo para promover o consultório e melhorar o atendimento ao paciente.

Por isso, investir em uma boa gestão pode ter um impacto significativo no desempenho mensal do seu escritório.

Por fim, se essa leitura sobre “Como ser dentista na Espanha?” tiver sido proveitosa, continue conosco para acompanhar as próximas postagens por aqui.

 

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.