Artigos

Como viajar com animal para o Canadá

pets-canada

Está se perguntando como trazer o pet para o Canadá?

Pois saiba que é perfeitamente possível entrar com animais de estimação no Canadá, já que as normas obrigatórias desse país não são extremamente rígidas quando o assunto são os animais.

Você planejou toda sua viagem para terras canadenses, fez as malas e está com o visto em mãos, mas então surge a dúvida “e meu bichinho de estimação, poderá ir?’

Sim, é perfeitamente possível entrar com pets no Canadá. No entanto deve haver um bom planejamento antes mesmo de fazer as malas, uma vez que os animais que embarcam precisam estar com alguns quesitos indispensáveis em dia.

Com base nisso, elaboramos um artigo para você que não deseja deixar seu pet para trás durante seu período no Canadá, é preciso entender que apesar das regras estabelecidas pelo país serem flexíveis, ainda precisam ser seguidas, para garantir tanto a segurança do bichinho quanto a dos envolvidos no transporte.

Confira!

Planejamento inicial

Existe uma série de fatores que envolvem o transporte de animais para territórios internacionais, geralmente o Canadá é um país que não impõe muitos limites para aqueles que desejam levar seus pets nas viagens, diferente da Irlanda e Finlândia que impõem regras estritas para receber os animais em seus territórios.

É necessário todo um planejamento quando o pet faz parte da sua bagagem, não é possível simplesmente embarcar com o animalzinho.

Se a sua decisão de levar o animal for repentina, repense os planos para a viagem, já que para lavá-lo será necessário rever alguns requisitos que exigem tempo, gastos e cuidados especiais com a segurança do pet.

O fato é que muitas pessoas que viajam para o Canadá, seja por um período temporário ou permanente decidem levar seus animais um tempo depois, quando já estão estabilizados no país, e é nesse momento que enfrentam uma determinada burocracia para conseguir trazer seu pet.

Na realidade essa é uma ótima medida a ser tomada, principalmente no período de adaptação, onde alguns fatores ainda estão sendo decididos, como a moradia, local de trabalho, ambiente para o pet e muito mais.

Por tanto, se você possui uma pessoa de confiança que possa deixar seu animalzinho durante esse período, você pode e deve deixá-lo, sujeitar o pet a situações estressantes não fará bem.

Porém vale ressaltar que antes de viajar você precisa deixar tudo em dia, assim será bem mais fácil trazer seu bichinho de estimação para sua nova residência no tempo certo.

Independentemente da sua decisão de levá-lo ou não na mesma viajem que você, ainda é preciso seguir as regras solicitadas por Canadian Food and Inspection Agency, que é a agência responsável pela segurança das importações dos animais de estimação para dentro do país.

Confira os requisitos necessários para trazer o pet para o Canadá!

  • Vacinas em dia

Antes de embarcar, a carteira de vacinação do pet deve estar em dia, em especial a vacina contra a raiva, também conhecida como antirrábica, já que o órgão protetor do país tem instruções claras em relação a essa doença.

Por tanto, antes de viajar com seu bichinho de estimação, certifique-se de obter um documento comprovando com o pet está vacinado contra essa doença.

Esse certificado precisa estar nos idiomas inglês ou francês, e com assinatura de um profissional veterinário.

Na carteira de vacinação também deve conter informações como; peso, raça, cor, sexo, data em que o pet foi vacinado, numeração da vacina e o tempo de duração, no qual o animal permanecerá imune a raiva.

Em casos em que a duração da vacina não for específica, ela valerá um ano após a data de aplicação.

  • Cuidados durante a viagem

Normalmente cada companhia aérea consta com suas próprias regras sobre o transporte dos animais. Algumas empresas permitem que os pets viajem ao lado do seu dono, em caixas de contenção, que ficam posicionadas abaixo do assento, já em casos de animais maiores, são transportados no porão das cargas em caixas ideais para seu tamanho, onde deve conter informações como cor, raça, identificação do dono, telefone e endereço.

No entanto, as companhias aéreas estabelecem um limite de animais permitidos por voo, por isso antes de comprar sua passagem, entre em contato com a companhia a fim de descobrir se há vagas para seu pet.

Também é possível fazer uma busca online sobre as experiências dos viajantes daquela determinada companhia, assim saberá em quais condições os bichinhos são levados para outro país.

Outra dica importante é procurar recomendações médicas de um veterinário, que possam deixar seu pet o mais confortável possível durante a viajem, uma vez que sujeitá-lo a essa ocasião pode ser estressante, especialmente por ser algo que foge da rotina em que está habituado.

Por tanto, durante o voo você pode entregar algum objeto que o pet esteja acostumado, isso irá oferecer segurança para ele nesse momento, desde que não seja objetos perfurantes, para evitar acidentes durante possíveis turbulências, opte por bichos de pelúcia ou cobertor.

Quanto a alimentação, não é recomendado dar comida ao pet antes do voo, pois não terá lugar onde possa fazer suas necessidades, sem mencionar que o governo canadense não permite alimentos vindos de territórios estrangeiros, essa é uma medida de segurança, por tanto, apenas água é permitido.

pets-canada

  • Taxas

Quando pousar em território internacional, o animalzinho precisa passar por uma inspeção realizada por CBSA onde a taxa para o animal é de $30,00 fora os impostos, em casos de um segundo animal, o valor de $5,00 é adicionado.

Durante esse processo, o inspetor irá averiguar todas as informações sobre os animais, descobrindo se está tudo correto, em casos de erro na documentação, o dono terá que pagar uma taxa no valor de $55 mais os impostos e será dado ao proprietário do pet, um período de 15 dias para apresentar um documento emitido por algum veterinário residente do Canadá e com certificado CIFA.

Todos os detalhes mencionados acima são importantes para garantir a segurança e conforto do seu pet, durante e depois da viagem.

Certifique-se de seguir as regras necessárias para o voo, evitando assim possíveis inconvenientes.

Agradecemos a leitura e desejamos uma boa viajem para você e seu bichinho de estimação!

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.