Artigos

Dicas para uma imigração empresarial para a Inglaterra

De acordo com a CNN Brasil, a economia do Reino Unido cresceu 4,0% em 2022, seguindo um aumento anterior de 7,6% em 2021.

O complicado cenário político e financeiro no Brasil fez com que algumas pessoas considerassem mudar-se e começar uma nova fase em outro país.

Então, se você tem interesse em empreendedorismo e sonha em criar sua própria empresa, já pensou na possibilidade de fazer isso no Reino Unido? 

Surpreendentemente, estabelecer uma empresa na Inglaterra é relativamente fácil e envolve poucos procedimentos burocráticos.

Se estiver interessado em obter dicas concretas para realizar uma imigração empresarial para o Reino Unido, leia nosso artigo até o final.

 

O que você deve considerar para empreender na Inglaterra?

Antes de começar um negócio na Inglaterra como estrangeiro, é importante considerar os seguintes pontos:

  • Visto para Morar na Inglaterra: Verifique se é necessário solicitar um visto de trabalho antes de iniciar o seu próprio negócio. Isso pode depender da sua nacionalidade. Todas as informações necessárias estão disponíveis no site do governo do Reino Unido.
  • Solicitação do Visto: Caso precise de um visto para a Inglaterra, certifique-se de fazer a solicitação com antecedência. Os vistos de empresário de Nível 1 geralmente são processados em cerca de três semanas, mas é possível se inscrever até três meses antes, permitindo mais tempo para organizar a mudança.
  • Registro na Companies House: Se a intenção é abrir uma empresa limitada, é necessário registrar a empresa na Companies House. Isso é feito para garantir que você esteja pagando os impostos corretos ao Her Majesty’s Revenue & Customs (HMRC).
  • Registro para Pagamento de Impostos: Todas as empresas no Reino Unido devem se registrar para o pagamento de impostos. Esse processo pode ser feito de maneira online ou por telefone, através do site do HMRC.

Leia também: Imigrar para a Inglaterra: qual a forma mais barata?

 

Tipos de vistos para empreender na Inglaterra 

Quando se trata de solicitar uma extensão de visto para morar na Inglaterra com uma licença de empresário Tier 1, é importante atender a certos requisitos, por exemplo: 

  • Ter investido pelo menos £200 mil em uma empresa no Reino Unido (não incluindo empréstimos de diretores ou empréstimos de propriedade comercial).
  • Ter investido pelo menos £50 mil se sua primeira inscrição foi baseada em fundos provenientes de uma fonte aprovada.

É crucial destacar que o governo britânico permite solicitar uma extensão de visto se você se cadastrou como autônomo ou diretor dentro de 6 meses após obter a permissão para permanecer no país.

Para solicitar o visto, é necessário comprovar que trabalhou como autônomo, diretor ou em parceria nos 3 meses anteriores. Além disso, é preciso ter criado pelo menos 2 empregos em tempo integral que existam há pelo menos 1 ano.

É importante observar que há vários regulamentos a serem seguidos por estrangeiros. Contudo, a permissão para trabalhar no Reino Unido é o requisito mais crucial. Sem permissão, não é possível iniciar um negócio.

 

Imigração empresarial para o Canadá: dicas 

1. Examine a situação financeira

Investir em um mercado internacional requer um estudo cuidadoso para diminuir as incertezas. 

Isso envolve analisar detalhadamente o mercado do país desejado, desde a situação econômica atual até as previsões futuras, para comparar com as expectativas da empresa.

 

2. Crie uma estratégia de negócios

Com base nas informações do mercado do país e com o auxílio de um especialista, elabore um plano de negócios abrangente, prevendo todas as situações comerciais possíveis, incluindo oportunidades e desafios.

 

3. Examine seu orçamento 

Uma análise correta do orçamento da empresa e da quantidade de dinheiro que será investido é de extrema importância.

Leve em consideração todos os impostos e taxas de câmbio para alinhar a empresa ou estratégia de crescimento com a realidade da nação que se deseja.

A conversão de moedas é uma das componentes mais essenciais do planejamento, particularmente em situações onde existem planos de importação e exportação de bens.

 

4. Dê prioridade às variáveis certas

Obtenha uma compreensão das inúmeras mudanças ou variáveis que ocorrem durante o processo de transformação. 

Há uma série de efeitos naturais que acompanham a mudança para uma nova nação; no entanto, é melhor evitar fazer ajustes significativos em sua vida imediatamente. 

Por exemplo, você deve evitar mudar de carreira assim que chegar em um novo local, pois isso pode ser perigoso. 

Naturalmente, depois de se estabelecer em sua área atual, será mais fácil investigar a possibilidade de seguir uma linha de trabalho diferente.

 

5. Planeje suas finanças

Calcular os recursos que serão necessários para um novo empreendimento é uma etapa crítica antes de iniciar o empreendimento. 

Para isso, é necessário fazer uma análise do custo de vida nas diversas localidades, estabelecer um orçamento mensal para despesas pessoais e calcular cuidadosamente o período de retorno do negócio. 

Além disso, este planejamento preliminar ajudará a evitar grandes perdas, bem como circunstâncias desconfortáveis.

 

6. Não se esqueça do visto permanente

Quando se trata de examinar e emitir vistos para imigração permanente, não existe um procedimento padrão que possa ser utilizado.

Por isso, é altamente recomendável que você obtenha orientação de especialistas que tenham conhecimento desses procedimentos, como escritórios de advocacia e consultorias.

 

7. Estude os impostos da Inglaterra

As empresas operam sob uma ampla variedade de estruturas legais em diferentes países.

Por exemplo, uma empresa brasileira que opere no regime do Simples será obrigada a fazer a transição para um sistema tributário na Inglaterra, onde os impostos são calculados considerando o lucro real da empresa. 

Dessa forma, o empresário é capaz de construir planos de mudança mais bem-sucedidos quando tem um melhor entendimento das obrigações fiscais associadas ao novo local.

 

8. Defina um plano de ação

A criação de um plano de ação para colocar em prática as estratégias da empresa é viável quando se possui todas as informações essenciais. 

E, ao iniciar uma nova empresa, é essencial proceder de forma metódica, prestando muita atenção a todas as facetas da empresa e operando com um sentido contínuo de cautela.

 

9. Defina questões logísticas

Entrar no comércio mundial não é simples. Além de entender a demanda e a capacidade de produção, é essencial analisar a logística para pedidos e entregas. 

Por isso, é crucial realizar uma pesquisa completa antes de atender clientes fora do Brasil (ou expandir para a Inglaterra). 

Isso envolve planejar como os procedimentos logísticos serão implementados, as atividades necessárias para oferecer um bom serviço aos clientes, cumprir prazos de entrega e garantir controle financeiro total das operações.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre imigração empresarial para a Inglaterra? Então não deixe de acompanhar nosso blog e fique bem informado!

Avalie a post

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *