Artigos

Dicas para uma imigração empresarial para o Canadá

O Canadá sempre foi um país que atraiu e acolheu imigrantes desde que se tornou uma nação independente em 1867. 

Durante as primeiras fases de crescimento e expansão, o Canadá se beneficiou muito da imigração voltada para a mão de obra, como na construção da Canadian Pacific Railway, que conectou as partes leste e oeste do país. 

No entanto, ao longo do tempo, os padrões de imigração no Canadá passaram por mudanças.

Atualmente, o sistema de imigração dá prioridade à seleção de candidatos com competências e habilidades excepcionais que têm o maior potencial para contribuir para a economia do Canadá. 

Com os avanços na tecnologia e os crescentes padrões de educação global, a competição para entrar no país está se tornando mais acirrada.

Neste conteúdo, nossa proposta é falar sobre dicas para uma imigração empresarial para o Canadá.

Boa leitura!

 

Três categorias diferentes de imigração para empreendedores

O Canadá tem três categorias principais de imigração feitas especialmente para empreendedores:

 

Programas regulares de Investimento Ativo

Esses programas são gerenciados em parceria por organizações de imigração das províncias e do governo federal. 

Como o Canadá tem 10 províncias e três territórios, há uma variedade de programas que veremos em detalhes mais tarde.

Independentemente da situação, há sempre uma “justificativa compartilhada” nessas iniciativas de investimento, que se concentra no desempenho da empresa adquirida ou estabelecida.

 

Programas de investimento ativo voltado para inovação

O Programa de Visto para Empreendedores é uma iniciativa do governo para atrair os melhores talentos inovadores de todo o mundo. Ele visa permitir que imigrantes estabeleçam uma empresa em uma indústria de ponta.

A província de Quebec também tem uma iniciativa semelhante chamada Programa Empreendedor. 

A ideia por trás desses programas é incentivar os empreendedores a lançarem produtos ou serviços inovadores.

Dado o alto índice de falha das startups em geral, e especialmente daquelas muito inovadoras, os candidatos à imigração devem priorizar a implementação cuidadosa da estratégia de sua empresa, em vez de focarem excessivamente no sucesso financeiro.

Leia também: Como provar laços familiares para solicitações de visto canadense?

 

Programa de investimento passivo: uma espécie em extinção

Na província de Quebec, há um programa chamado Esquema do Investidor, que facilita a imigração por meio de um investimento passivo feito pelo imigrante antes da intervenção do governo. Esta forma de imigração é a mais direta e menos arriscada. 

Embora não seja esperado que o investidor empreendedor imigrante crie empregos ou inicie um negócio lucrativo, este programa é o mais caro em termos de fundos necessários.

 

Imigração empresarial para o Canadá: 9 dicas 

1. Analise o cenário econômico

Investir no mercado estrangeiro requer uma análise cuidadosa para reduzir os riscos. 

Para tomar uma decisão de investimento bem fundamentada, é preciso examinar minuciosamente as condições do mercado no país escolhido. 

Isso envolve avaliar a situação econômica atual e as perspectivas futuras, comparando-as com as expectativas da empresa.

 

2. Defina um plano de negócios

Use informações sobre as condições de mercado do país e trabalhe com um especialista para criar um plano de negócios completo. 

Esse plano deve incluir previsões para diferentes cenários comerciais, abordando tanto as oportunidades quanto os desafios.

 

3. Estude seu orçamento

É crucial examinar cuidadosamente o orçamento da empresa e o valor exato do investimento. 

Analise e avalie todas as políticas tributárias e taxas de câmbio para alinhar a empresa ou estratégia de crescimento com as condições reais do país escolhido. 

Quando se trata de importação e exportação, a conversão cambial é uma questão crucial a ser considerada no planejamento.

 

4. Priorize as variáveis corretas

Diversas mudanças, ou variáveis, surgem durante o processo de imigração empresarial para o Canadá. 

Além disso, é aconselhável não tumultuar demasiadamente sua vida ao chegar em um novo país, além do choque esperado da experiência. 

Por exemplo, é recomendável não trocar imediatamente de emprego ao se mudar para uma nova casa. Isso envolve riscos. 

Certamente, se sua vida estiver bem organizada, você poderá seguir uma profissão diferente sem enfrentar obstáculos significativos.

 

5. Alinhe-se

Esforce-se para alinhar o tipo de negócio que você deseja iniciar com sua experiência profissional e metas de longo prazo. 

Se tiver que escolher entre as duas opções, opte pela primeira, pois representa o menor risco em uma situação de novidade e incerteza. 

Durante o processo de transformação, é crucial adotar uma abordagem gradual, fazendo escolhas menos arriscadas até ganhar confiança e habilidade suficientes para assumir riscos calculados no momento certo.

 

6. Faça um planejamento financeiro

Antes de começar a imigração empresarial para o Canadá, é fundamental analisar cuidadosamente o custo de vida nos possíveis locais, definir um orçamento mensal para despesas pessoais e calcular de maneira prudente o tempo esperado para o retorno do negócio. 

Isso ajudará a identificar os recursos necessários para o novo empreendimento. 

Participar dessa preparação inicial permitirá evitar dificuldades financeiras significativas e reduzir os períodos de ansiedade.

 

7. Não se esqueça do visto permanente

Quanto à imigração, não há um algoritmo definido para avaliar e conceder vistos permanentes. 

Portanto, a melhor opção neste caso é buscar ajuda de organizações especializadas nesses procedimentos, como empresas de advocacia e agências de consultoria.

 

8. Entenda os impostos do seu novo país

As empresas têm diferentes estruturas legais em diferentes países. 

Por exemplo, se uma empresa brasileira está no regime tributário Simples, ao operar no Canadá, precisa mudar para um regime que calcula os impostos com base no lucro real gerado pelo negócio. 

Então, entender as obrigações tributárias ligadas à nova residência permite ao empresário planejar estratégias mais eficazes para a mudança.

 

9. Defina um plano de ação

Com informações abrangentes e pesquisas, é possível criar um plano prático para implementar eficazmente as estratégias do negócio. 

É importante também seguir um método, agindo com cuidado e atenção aos detalhes ao iniciar um novo empreendimento.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre imigração empresarial para o Canadá ? Então não deixe de acompanhar nosso blog e fique bem informado!

Avalie a post

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *