Artigos

Diferenciais para se Destacar na Inscrição em Faculdades dos EUA

E aí, estudante! Sonha em estudar nos EUA? Então já sabe que, além de ter boas notas, precisa se destacar na aplicação para as faculdades, né?

Em outras palavras, você tem que se diferenciar para se destacar no processo de inscrição para faculdades nos EUA.

Mas calma, não precisa entrar em pânico!

Nesse post, vamos te dar dicas de como ir além das notas e conquistar a sua vaga, ou seja, como você se diferenciar no processo de inscrição para faculdades nos EUA

 

O que é um diferencial para as faculdades nos EUA?

Nos EUA, as faculdades estão atrás de mais do que apenas suas notas e histórico acadêmico do ensino médio.

Eles querem ver o que faz de você algo especial, o que te destaca da multidão.

O segredo? Ser autêntico. Eles querem que você mostre quem você é, o que te interessa, o que te apaixona. É tudo sobre como você pode transmitir isso na sua redação universitária.

Então, o que é que faz você brilhar? Bem, se você tem algo em que é realmente bom, ou se tem uma paixão, isso é o que vai chamar a atenção.

Se você mergulhou fundo em algo, seja arte, ciência, esportes, música, o que for, isso vai te dar aquela vantagem. Eles chamam isso de ser “pontudo”.

Então, pense sobre sua própria história. O que faz você único? Que jornada você teve que te levou até onde você está hoje?

Essa é a história que você quer contar. Mostre às faculdades que você não é só mais um candidato, mas alguém com uma história única e interessante para contar.

As faculdades nos EUA não estão apenas olhando para suas notas, elas querem ver o quadro completo.

Elas adotam uma abordagem “holística” para as admissões, o que significa que estão interessadas em você como um todo, não apenas em suas notas e testes.

Então, esteja pronto para mostrar quem você é e por que você é uma excelente escolha para a faculdade dos seus sonhos.

 

Pontos para avaliar ao se inscrever em faculdades nos EUA

Na hora de se inscrever para faculdades nos EUA, há vários pontos importantes para considerar:

  • Preparação para os testes: você já se preparou para fazer o SAT (Scholastic Aptitude Test)? Isso é crucial, pois as pontuações nos testes podem ter um grande impacto em suas chances de admissão.
  • Requisitos esportivos: se você é um atleta pensando em jogar esportes universitários, é essencial conhecer os requisitos de elegibilidade para as diferentes associações esportivas, como NCAA, NAIA e NJCAA.
  • Envio de documentos: saiba como enviar sua inscrição, declaração pessoal, referências e quaisquer materiais suplementares necessários. Organize-se para garantir que tudo seja enviado dentro dos prazos estabelecidos.
  • Fatores não acadêmicos: as faculdades nos EUA consideram uma variedade de fatores não acadêmicos, como envolvimento comunitário, liderança e experiências extracurriculares. Não se esqueça de verificar de destacar esses aspectos em sua inscrição para faculdades nos EUA.
  • Prazos e questões financeiras: esteja ciente dos prazos de inscrição e quaisquer considerações financeiras, como taxas de inscrição e possíveis bolsas de estudo disponíveis.
  • Faculdades de artes liberais: compreenda o que diferencia uma faculdade de artes liberais e se é o ambiente certo para você.
  • Estudantes de artes cênicas, visuais ou musicais: se você está indo para os EUA para estudar artes cênicas, visuais ou musicais, certifique-se de entender os requisitos específicos e oportunidades disponíveis nesses campos.

Com esses pontos em mente, você estará mais bem preparado para enfrentar o processo de inscrição para faculdades nos EUA.

 

Principais diferenciais no processo de inscrição em faculdades dos EUA

 

Currículo ensino médio

Os Oficiais de Admissão em Faculdades (CAOs) avaliam o rigor do candidato e as maneiras pelas quais eles utilizaram as oportunidades disponíveis no ensino médio (por exemplo, cursos AP, IB).

Normalmente incluído no histórico escolar, o perfil da escola contém ofertas de cursos e outros detalhes pertinentes sobre as oportunidades de ensino médio do candidato.

A investigação conduzida pelos CAOs demonstra consistentemente que o rigor do currículo do ensino secundário está entre os determinantes mais críticos.

 

Grande desempenho, principalmente, em cursos preparatórios para a faculdade

Com o tempo, os CAOs buscam coragem, como evidenciado pelo crescente rigor e notas.

Os CAOs avaliam frequentemente os resultados dos exames AP, que os alunos geralmente têm permissão para divulgar de forma independente.

É preferível obter notas ligeiramente mais baixas em cursos rigorosos do que obter notas máximas em cursos menos difíceis.

O recálculo do GPA (Grade Point Average, em português, média de notas) pela maioria das faculdades é baseado em disciplinas básicas (inglês, matemática, ciências, ciências sociais e línguas estrangeiras), com cursos mais rigorosos recebendo peso adicional.

Enfim, os alunos do ensino médio com mentalidade acadêmica são obrigados a se matricular simultaneamente em um mínimo de cinco cursos obrigatórios.

 

Bons desempenhos nos exames de admissão alinhados com o desempenho acadêmico do aluno no ensino médio

A maioria das faculdades e universidades exige que os candidatos forneçam algumas ou todas as suas pontuações no SAT e/ou ACT, embora algumas sejam flexíveis ou eletivas.

No entanto, um alto desempenho no vestibular não compensa um mau desempenho no ensino médio.

 

Envolvimento de qualidade nas atividades

O envolvimento extensivo num número limitado de atividades ou empreendimentos pessoais é mais desejável do que a participação ampla.

Os CAOs procuram alunos que tenham demonstrado comportamento exemplar na sua localidade, cidade ou comunidade.

Em outras palavras, as universidades desejam estudantes que identificaram uma área de interesse e alcançaram um sucesso notável nesse domínio específico.

Exemplos:

  • Início de um empreendimento comercial;
  • Instigar uma campanha filantrópica que acumulou e doou uma quantia substancial de dinheiro para uma causa merecedora;
  • Autodidata de uma habilidade excepcional e posteriormente aplicada para a melhoria da comunidade;
  • Participar de pesquisas substanciais ou esforços de defesa;
  • Estágios concluídos,
  • Serviço voluntário ou atividades de verão.

 

Boas indicações

Os CAOs buscam saber mais dos possíveis alunos por meio da fundamentação nas recomendações dos professores e conselheiros.

E, professores de disciplinas acadêmicas e conselheiros escolares que estão no primeiro ano (ensino médio, por exemplo) geralmente oferecem recomendações apoiadas por:

  • Evidências (histórias ou situações) que destacam a curiosidade intelectual;
  • Aptidão;
  • Qualidades de caráter positivas;
  • Capacidades de liderança.

Quando permitido, recomendações adicionais de um treinador, supervisor, conselheiro ou mesmo figura bem sucedida (por exemplo, ex-alunos de faculdades que tiveram bastante sucesso) com conhecimento íntimo do aluno podem lançar uma nova luz sobre o candidato.

 

Estrutura familiar/Contexto

Os CAOs (Conselheiros de Admissão) são como detetives, buscando pistas em cada inscrição para montar o perfil ideal de cada aluno.

Eles vasculham as informações do ensino médio, buscando por histórias inspiradoras e potencial acadêmico.

Os alunos que frequentaram escolas desafiadoras (bastante exigentes e com muito reconhecimento) podem ter um pouquinho mais de flexibilidade nas notas, afinal, o caminho nem sempre é fácil.

Em alguns casos, os CAOs podem pedir provas extras para ter certeza de que o candidato está pronto para a faculdade, principalmente se a escola de origem não tem um histórico tão bom de aprovação em universidades de quatro anos.

Então, lembre-se: a história por trás das notas é tão importante quanto elas! Mostre aos CAOs quem você é, de onde você veio e o que você pode conquistar.

 

Talentos, paixões e experiências especiais

Ao invés de apenas buscar um monte de alunos, as universidades que realmente importam querem gente que vai fazer a diferença. Elas desejam formar uma comunidade diversa, vibrante e cheia de ideias.

Por isso, os CAOs (Conselheiros de Admissão) estão sempre de olho em candidatos com talentos e experiências únicas. Se você é um pesquisador, artista, músico, escritor, criador (ou até mesmo um engenheiro) com habilidades e realizações excepcionais, mostre o seu valor!

Várias faculdades também facilitam a troca de informações sobre seus talentos, então não tenha medo de compartilhar suas conquistas e projetos.

Por fim, se essa leitura tiver sido útil, acompanhe as próximas postagens por aqui.

Avalie a post

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *