Artigos

Morar em Paris: o que você deve saber antes de desembarcar

morar-em-paris

A cidade de Paris ou Cidade Luz atrai todo ano milhares de turistas devido às paisagens, clima, gastronomia e muito mais. Mas tudo isso não chama atenção somente de quem quer passear na Cidade Luz, já que muita gente deseja morar em Paris.

Inclusive, as razões que mais fazem os estrangeiros quererem morar em Paris são a qualidade de vida e a segurança.

Tem interesse em morar em Paris e saber mais sobre essa cidade?

Então, acompanhe este texto que tratará sobre tudo sobre morar em Paris por exemplo, vistos, documentos e as características de Paris.

Vamos lá?

O que é preciso para morar na França?

Para ser elegível para todos os benefícios sociais e ser legalmente reconhecido na França, você deve apresentar alguns documentos depois de tomar a decisão de se mudar para lá, veja abaixo esses documentos:

  • Visto de residência: para morar em Paris é obrigatório autorizar seu visto, então você tem que acessar o site OFII – Office français de l’immigration et de l’intégration para solicitar o titre de séjour, o documento que permite entrar na França, porém apenas esse documento não é suficiente para morar na França de acordo com a lei;
  • Documentos: passaporte válido, certidão de nascimento ou casamento, diplomas brasileiros e outros documentos exigidos com tradução juramentada;
  • Carte Vitale: para solicitar o Carte Vitale (cartão do seguro socia), você deve primeiro solicitar o titre de séjour (cartão de identidade francês para estrangeiros);
  • Seguro Saúde: até que toda a papelada chegue e você obtenha seu Carte Vitale, você precisa estar preparado para o caso de algo acontecer enquanto espera os benefícios de saúde entrarem em vigor. No entanto, para o primeiro mês, é melhor ter um seguro de saúde internacional.

Visto para morar na França

Se você planeja morar na França, você deve obter um visto de residente. Muitos brasileiros, por outro lado, acreditam que podem entrar na França como turistas e fazer o mesmo pedido uma vez lá.

Infelizmente, isso não é uma opção, e você terá que retornar ao Brasil para fazer seu pedido de visto. Abaixo, listamos os tipos de vistos para a França.

  • Trabalho;
  • Estudante;
  • Aposentados;
  • Pesquisador;
  • Religioso;
  • Casamento;
  • Jeune Fille Au Pair;
  • Férias-Trabalho.

Morar em Paris: conheça mais sobre a cidade

Gastronomia

A cozinha francesa é uma grande parte do patrimônio culinário do país.

Quando os soldados na época medieval começaram a viajar muito pela França, o rei Luís XIV começou a se preocupar com a possibilidade de alimentos e produtos estrangeiros causarem estragos na culinária nativa.

Alimentos e pratos importados foram proibidos pelo rei para evitar que isso acontecesse. Como resultado desta nova lei, a França subiu ao status de uma das principais nações gastronômicas do mundo.

Em comparação com o Brasil, a França é um país bem menor, mas ainda consegue se destacar pela variedade e quantidade de sua comida. Cada uma das 22 regiões do país tem sua própria culinária distinta.

A gastronomia francesa abrange mais do que apenas comida e bebida; também abrange os ingredientes, o estilo de apresentação e os rituais associados. Na França, a comida é mais do que simplesmente um meio de saborear uma deliciosa refeição, é uma prática social.

Custo de vida

O custo de vida é caro e é algo conhecido em Paris. O aluguel por metro quadrado é absurdo, 31m² custa em média 1.126 euros (por volta de 5 mil reais) e 45 mil reais para comprar 1 metro quadrado.

Comprar alimentação em Paris também é difícil porque o preço é astronômico em relação a outras cidades que estão próximas a Paris.

morar-em-paris

Transporte

Na realidade, Paris é uma cidade maravilhosa para explorar a pé; é a melhor maneira de ver tudo o que a cidade tem para oferecer. O transporte público é necessário para quem mora na região, e não é tão caro.

Custa 22,80 euros por semana para usar o sistema de transporte público da cidade, que inclui metrôs, ônibus, bondes e até bicicletas; isso é conhecido como o passe Navigo.

Lembre-se também que o sistema de metrô de Paris é um dos mais extensos e eficientes do mundo. Você pode chegar a quase qualquer lugar da cidade em menos de 30 minutos usando-o!

Uma variedade de outras opções de pagamento também está disponível, cada uma com um preço diferente para atender a diferentes públicos-alvo.

Para estudantes com menos de 11 anos, por exemplo, um passe anual de 24 euros permite o uso ilimitado de todos os transportes públicos da cidade.

Se você tem menos de 26 anos, paga 350 euros por um passe anual, que custa menos de 30 euros por mês.

O passe mensal para o transporte público em Paris é ilimitado, ao contrário de Londres, Hong Kong ou Nova York.

Ou seja, o usuário não precisa pagar toda vez que o utiliza.

Não há limite para o número de viagens que você pode fazer em transporte público com a Navigo. Até o RER, que liga Paris a outras grandes cidades e até ao aeroporto, está incluído no preço do passe. Isso torna mais fácil e rápido se locomover pela cidade.

Educação

A educação pública francesa é excelente, mas as escolas particulares, como as escolas católicas ou as escolas Montessori, têm seus próprios padrões.

As escolas públicas na França são gratuitas, neutras e seculares (o ensino religioso é proibido), com exceção da cantina onde os alunos almoçam. Os setores (A, B e C) das férias escolares abrangem uma ampla gama de áreas geográficas.

Entretenimento

Sem falar nos custos de entretenimento, como podemos discutir o custo de vida em Paris ou em qualquer outro lugar do mundo?

Antes de tudo, perceba que ir ao teatro ou ao cinema é uma atividade comum em Paris.

Eles frequentemente executam essa ação. E, por sorte, não é muito caro se entregar a esses pequenos confortos por lá.

Um passe mensal ilimitado pode ser adquirido por cerca de 35 euros, enquanto o bilhete médio de cinema custa 8 euros. Idosos e estudantes recebem descontos especiais, e o assento da matinê é mais barato.

Em locais conhecidos da cidade, como a Torre Eiffel e a Basílica de Sacré Coeur, são realizados inúmeros concertos e apresentações artísticas. E para cada um dos 20 euros a preços muito acessíveis.

Por fim, conseguiu ter as respostas para suas dúvidas?

Fala para a gente sobre sua experiência depois da leitura. Comente abaixo a sua opinião e não se esqueça de compartilhar este artigo com seus amigos.

 

 

 

 

 

 

 

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.