Artigos

Sem necessidade de nacionalidade espanhola, médicos de fora da UE podem trabalhar em Madri

A capital da Espanha, Madrid, enfrenta escassez em diversas áreas, sobretudo nos cuidados de saúde, o que motivou o governo a adotar medidas para atrair mais médicos internacionais. 

Os sindicatos argumentam que não há profissionais suficientes nos centros de saúde, mesmo com o lançamento de uma unidade nova. 

Para solucionar esse problema, Madrid concede aos médicos de países não pertencentes à União Europeia a capacidade de trabalhar durante três anos sem exigir a nacionalidade espanhola. 

A intenção é atrair mais trabalhadores estrangeiros para áreas desfavorecidas, como pediatria e medicina familiar.

Leia também: Acelerando a integração de médicos treinados no exterior para combater a crise de saúde na Austrália

O presidente do Colégio Oficial de Médicos de Madrid endossa o plano, mas também destaca a necessidade de ajustes a longo prazo, como o aumento dos salários. 

A escolha de Madrid pode servir de modelo para outras regiões da Espanha que enfrentam escassez de pessoal médico. 

O país pretende facilitar a entrada de médicos estrangeiros, no entanto, ainda existem obstáculos no caminho, incluindo atrasos de semanas e a necessidade de aguardar meses pelo teste de saúde pública MIR.

 

Fonte: SchengenVisaInfo.com

 

Encontrou algum erro no artigo? Avise-nos.

5/5 - (1 vote)

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *