Artigos

Pensando em fazer faculdade fora do Brasil? Saiba tudo sobre late application

late-application

Você sabe o que é late application?

Para saber tudo sobre late application, você precisa começar com a informação de que universidades no exterior (Hemisfério Norte) costumam fazer suas seleções entre dezembro e fevereiro.

O ano letivo, por sua vez, tem início, geralmente, em setembro.

Porém, algumas dessas universidades adotam um protocolo diferente e oferecem aos interessados a chance de concorrer via late application.

Isso quer dizer que os calendários dessas instituições são menos rígidos e os alunos podem se inscrever em outros períodos do ano.

Esse fato torna a late application uma grande oportunidade caso você tenha perdido o prazo de inscrição ou não tenha sido aprovado na universidade que era a sua principal escolha.

Você pode enviar seus documentos e, se a papelada estiver correta, o ano letivo não será perdido.

Até quando vão as inscrições para late application?

Não existe um prazo padrão que todas as universidades sigam.

Algumas delas permitem inscrições até o mês anterior ao início do período letivo, ou seja, agosto.

O que vai determinar esse prazo é o calendário de cada instituição.

Isso é bastante atrativo para quem não quer fazer todas as inscrições de uma vez e prefere ir eliminando opções da sua lista de faculdades preferidas.

O fato de você não ser aceito em uma faculdade não significa que não será aceito em outra, e com os mesmos documentos.

Por outro lado, também existe a early application.

Embora menos conhecida, ela também ocorre fora do calendário oficial de inscrições, mais comumente em outubro.

Ou seja, mesmo que na primeira vez não dê certo, você ainda terá diversas opções para não deixar de lado seu sonho de cursar uma universidade no exterior!

Como é o processo da late application?

Se você quer saber tudo sobre late application, precisa saber que o processo é o mesmo de uma inscrição convencional; o que é diferente é o prazo.

Portanto, não espere que a seleção seja mais fácil do que para os demais alunos.

Como estudante internacional, você precisará de cuidados adicionais em sua application.

Além de toda a sua documentação estar traduzida em inglês juramentado, as universidades costumam exigir longas respostas por escrito sobre por que você está em busca de uma vaga, quais são seus planos para o futuro e que tipo de contribuição à sociedade você pretende fazer após se formar.

Não se esqueça de que a admissão em qualquer universidade de língua inglesa exigirá um exame de proficiência válido (eles são válidos por 2 anos).

É comum que esse exame possa ser entregue depois da aprovação propriamente dita, mas isso gera uma aprovação “com ressalvas” em vez de um “sim” definitivo. Você só estará apto a frequentar as aulas após a entrega do exame de proficiência.

Escrever o application essay não precisa ser um pesadelo

Uma das fases mais delicadas da inscrição é o application essay, que é uma espécie de redação em que você deve explicar suas motivações de forma clara, concisa (em poucas linhas) e citando argumentos, de preferência, de autores consagrados da sua área pretendida ou da filosofia.

Você precisa demonstrar, nesse essay, que tem uma cultura geral interessante e que consegue se sair bem ao defender seus motivos para estar em uma universidade no exterior.

Entenda como um estágio essencial para “vender o seu peixe” e mostrar que sua presença na comunidade acadêmica será útil. Obviamente, o texto deve estar em inglês culto.

Não sabe por onde começar?

Existem diversos sites on-line que trazem modelos de application essays que foram bem-sucedidos, isto é, cujos autores receberam a carta de aprovação para grandes universidades como Harvard e Stanford. Você pode conferir um exemplo aqui.

late-application

Por que só algumas universidades oferecem late application?

Se a ideia é saber tudo sobre late application, não podemos deixar de abordar a razão pela qual essa modalidade de inscrição existe.

É bem verdade que as universidades que oferecem late application têm a reputação de adotar esse sistema seletivo por conta de suas vagas disponíveis não terem sido preenchidas, mas a situação não é tão simples assim.

Como é de se esperar, as vagas ofertadas para quem se inscreve depois do prazo regular são as remanescentes, e isso pode ser um indicativo de que:

  1. A universidade é bastante rigorosa em seus critérios de seleção e muitos candidatos foram descartados, o que abriu espaço para novos interessados;

  2. A universidade é particular e tem taxas muito altas, com mais vagas que interessados;

  3. A universidade tem um campus capaz de abrigar mais alunos do que os inscritos inicialmente, sem prejuízo do projeto político-pedagógico;

  4. A universidade não é muito disputada, por conta de sua localização afastada ou do custo de vida no entorno, e vagas ficaram em aberto.

Passei na minha late application. Onde vou morar?

Muitas vezes, uma universidade tem taxas mais baixas, mas fica em um local bem afastado.

Isso significa que será preciso disputar uma das vagas em alojamentos para estrangeiros e essas vagas costumam estar condicionadas a programas de bolsas de estudo, a menos que você tenha condições financeiras de morar em um local próximo à faculdade e possa arcar com essas despesas sozinho.

Nos filmes, é comum vermos que todos os que vão para uma universidade americana moram nos alojamentos de graça, mas não é assim que funciona na realidade!

Muitos alunos só moram na universidade no primeiro ano do curso e outros nem sequer no primeiro.

Cada universidade costuma fazer uma seleção de bolsas que incluem moradia.

Brasileiros precisam concorrer com candidatos de outras nacionalidades a moradias estudantis que nem sempre estão no campus, mas em bairros adjacentes.

Aqueles que concorrem a vagas em mestrado e doutorado costumam ser alocados em quartos individuais ou com no máximo mais uma pessoa.

Estudantes de graduação podem ser divididos em grupos femininos, masculinos e mistos.

O que vai determinar se você é elegível é a sua renda, o seu application essay, seu nível de inglês e o potencial das suas motivações para estudar em solo estrangeiro.

Projetos que favorecem comunidades, cidades ou mesmo países inteiros costumam ter preferência, porque as instituições acreditam que o retorno que esse futuro profissional trará será maior.

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.