Artigos

Tudo sobre o TESOL: o que é, vantagens, requisitos e como se inscrever

tesol

O que é TESOL e para que serve?

Procurando saber tudo sobre TESOL?

Então, leia este artigo na íntegra!

Para começar, você deve saber que TESOL é uma sigla e quer dizer Teaching English to Speakers of Other Languages.

Já conseguiu imaginar do que estamos falando, não é mesmo?

Trata-se de uma metodologia, de um conjunto de práticas que os professores de inglês podem adotar para tornar suas aulas mais eficazes diante daqueles alunos que não falam inglês ainda.

As duas premissas do TESOL são: o professor de inglês é um falante avançado, ou seja, alguém que já tem muita experiência em língua inglesa; e o aluno é oriundo de um país que não tem o inglês como primeira língua.

Todo professor de inglês pode adotar o TESOL?

Existem cursos específicos para professores de inglês que desejam ensinar pessoas de outras nacionalidades a falar e escrever em inglês; eles são ofertados por universidades estrangeiras.

Países como Estados Unidos, Inglaterra e Austrália são os mais procurados por brasileiros interessados em TESOL.

Esses professores precisam ter um excelente domínio da língua inglesa para serem admitidos em um curso de TESOL.

Isso, em geral, significa que eles devem ter um diploma de graduação em Letras ou Tradução e, de preferência, mestrado ou doutorado na área também.

Caso tenham só a graduação, podem buscar no exterior uma especialização ou mesmo um mestrado ou um doutorado com ênfase em TESOL.

Nesses cursos, eles aprenderão em minúcias sobre a didática do inglês, a criação de materiais didáticos, o processo de evolução da linguística do idioma, entre outras disciplinas ideais para quem está em um nível avançado de proficiência.

Por se tratar de uma carreira em que o professor recorre à sua segunda língua para capacitar outros estudantes, o conhecimento adquirido por ele ao longo da vida é o que determina se ele conseguirá seguir carreira com o TESOL.

O mínimo que é esperado desse candidato é que ele tenha uma fluência muito similar à fluência de um nativo.

Quais são as vantagens e desvantagens de usar o método TESOL?

Saber tudo sobre TESOL inclui a parte boa e a não tão boa assim.

Sem dúvida, a maior vantagem é poder ensinar a língua inglesa para falantes de qualquer lugar do mundo, inclusive o país em que o curso de TESOL for realizado.

Para professores de inglês que lecionam no Brasil, isso significa poder viajar para qualquer país de língua inglesa e ofertar aulas para habitantes desses países.

Já a maior desvantagem é que o candidato a uma vaga em curso de TESOL deve ter documentada a sua experiência acadêmica com o inglês, como a participação em eventos e a publicação de artigos.

Por conta disso, professores de cursos de idiomas naturalmente são preteridos, a menos que também tenham diploma de graduação e vida acadêmica movimentada, com a publicação regular de suas pesquisas em periódicos sobre língua inglesa.

Quais são os requisitos para ser aprovado em um curso de TESOL no exterior?

Depende bastante do nível do curso que você busca.

O mais importante, inicialmente, é ter uma boa nota em um exame de proficiência, seja o TOEFL (6 na pontuação total) ou o IELTS (90 na pontuação total).

Porém, como é de praxe nas universidades, cada uma tem a sua “nota de corte”: pode ser que seu exame de proficiência seja aceito por algumas faculdades e não por outras, uma vez que as exigências variam de acordo com a coordenação dos cursos.

Não tem nenhum desses exames?

Algumas universidades têm programas de admissão com testes de proficiência próprios, alguns deles condicionados a um período de curso de inglês na própria instituição.

Por conta disso, o ideal é você elencar quais são as universidades que mais o interessam e verificar, uma a uma, qual o processo de admissão para TESOL. De acordo com as exigências específicas, você poderá se preparar sem desperdiçar tempo nem dinheiro!

tesol

O que vou aprender nesse tipo de curso?

Para quem já é professor, é preciso ter a mente aberta ao ingressar em um curso TESOL.

Isso porque, além de aprimorar a leitura, a escrita, a conversação e a escuta, esse profissional terá contato com uma sequência de fatores com os quais talvez não esteja familiarizado no Brasil.

Isso inclui como deve funcionar o planejamento das aulas, melhores tipos de avaliação para alunos de todos os níveis, critérios de aprovação e reprovação, assim como diferentes técnicas de ensino de acordo com o objetivo que o aluno pretende.

Sabemos que muitos professores se sentem pouco à vontade com métodos diferentes dos que usam todos os dias.

Para aproveitar o conhecimento compartilhado ao aprender TESOL, é necessário que o professor esteja disposto a questionar a forma como ensina, uma vez que estará sendo preparado para ensinar pessoas de qualquer nacionalidade, não apenas brasileiros.

Interessado em um curso TESOL, mas não tem diploma de graduação?

Pensa que já sabe tudo sobre TESOL, certo? Calma!

Dissemos neste artigo que o ideal é buscar as universidades do local para onde você pretende viajar e questioná-las uma a uma, porém sabemos que nem todas as pessoas se sentem à vontade para seguir esse processo um tanto quanto trabalhoso.

Além disso, há professores de inglês que não fizeram graduação em Letras e, por isso, não têm toda a bagagem acadêmica exigida para o ingresso em um curso TESOL ofertado por universidade.

Se você se identifica com esse perfil, saiba que não é preciso desistir da ideia de fazer um curso desse tipo no exterior.

Há a possibilidade de se inscrever por meio de agências de intercâmbio contratadas aqui no Brasil.

Essas agências de intercâmbio buscam vagas em escolas de idiomas no exterior que sejam credenciadas a oferecer o TESOL.

Após um intensivo de 4 a 6 semanas que inclui o ensino (opcional) de alunos reais, você poderá ter o seu certificado TESOL em mãos.

Essas escolas costumam oferecer um curso (pago) para professores interessados no curso de TESOL, mas que ainda não se sentem seguros para embarcar na jornada.

Você pode fazer o curso preparatório e, então, iniciar o curso de TESOL.

Isso significa que você é apto a conseguir um certificado mesmo que o seu inglês hoje ainda não seja considerado 100% fluente!

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.