Artigos

IELTS é Difícil?

ielts-e-dificil

Milhares de alunos se perguntam todos os dias se o IELTS é difícil. Então decidimos escrever esse artigo para abordar essa questão e tudo referente a ela.

Para começarmos nosso assunto de hoje eu não diria que o IELTS é difícil para todos, mas sim um teste TÉCNICO onde os despreparados irão sim se dar mal e ficar espalhando que a prova é difícil.

 O jeito britânico de ser 

Diferente do que acontece no Brasil em várias situações, no IELTS não tem jeitinho.

A prova é britânica e portanto, ela tende a ser o mais literal possível.

Aqui nada de ser proativo, querer dar uma interpretação dupla das coisas. Se não está escrito, se não for pedido, simplesmente não faça.

Quanto mais literal você for, melhores são as suas chances de tirar um high score na prova.

Comecei a treinar como pensar de uma forma mais literal, esse por si só já é um grande passo para quem quer ir bem no IELTS.

Speaking não é conversa de churrasco com os amigos

O speaking no IELTS é técnico, onde você precisa demonstrar de uma forma natural que possui certos atributos para um high score no speaking. Pois se você falar de uma forma em que você não tenha nenhum erro, porém com vocabulário, gramática e estruturas limitadas. 

O seu score final não será tão alto. Pense, como um examinador pode lhe atribuir uma classificação de nível C1, C2 (níveis avançados e proficiente) se você não mostrou possuir certo vocabulário, estruturas entre outros elementos relacionados a este nível. 

Difícil não?

Por isso, se preparar de uma forma específica é importante, onde você tenha uma espécie de checklist mental criando assim uma padrão de resposta que atenda aos critérios da prova. 

Caso você não saiba como fazer isso. Nos chame no Whatsapp e agende uma horário conosco para discutirmos como podemos lhe ajudar.

Shakespeare fracassaria no writing do IELTS 

Nossa como assim?

Pois é meu amigo. Eu sempre digo que escrever para uma prova é diferente de escrever no trabalho, para publicações, poesias ou livros.

Muitos advogados e jornalistas acham que por usarem a escrita como ferramenta de trabalho em inglês em alguns casos, não terão dificuldades no writing.

Mas eu sempre comparo essays no IELTS com redações da Fuvest, ou seja, se você não seguir os padrões do teste pode ser o Shakespeare, Fernando Pessoa ou quem seja que não irá conseguir a nota.

Então você precisa aprender a escrever dentro do padrão IELTS, dentro do que eles consideram o certo, dentro do que os examinadores esperam ver ao ler seu essay.

O IELTS é um teste único, então não tente implementar técnicas de outras provas, esqueça a forma como você escreve redações no Brasil ou o jeito que você escreve no seu trabalho.

Faça tudo isso e você se dará bem na prova.

Dica de OURO: estude os critérios de avaliação da prova, leia e releia sample essays de band 7, 8, 9. Após isso, identifique padrões neles e copie.

ielts-e-dificil

Palavras de quem fracassa: “Leitura é fácil, não precisa estudar”

A leitura do IELTS é técnica e testa não apenas o seu inglês mas sua lógica. São 40 questões que precisam ser resolvidas em 60 minutos. Ou seja, por mais que você seja um bom leitor, dificilmente conseguirá resolver 1 questão a cada 90 segundos sem técnica.

Pontos a serem considerados

As questões de gaps requerem um conhecimento gramatical para serem feitas de forma rápida

Existem 12 tipos de questões no Academic e 8 no General, e dentre elas algumas são mais enfatizadas do que outras no teste. Porém isso muda todos os anos!

As questões nem sempre são organizadas de maneira progressiva (mais fácil para o mais difícil)

Lembre-se que os detentores da prova visam de certa forma o lucro e não irão organizar as questões favorecendo você e sim ELES…

O listening que vai além da BBC 

Me acostumei a ouvir a BBC, entendo tudo, então vou bem no listening, certo?

Na VERDADE não necessariamente.

No listening do IELTS eu posso dizer que as primeiras 20 questões tem o audio no estilo BBC, rainha Elizabeth que seria o RP (Received Pronunciation) como é conhecido este estilo entre os britânicos. Isso reflete apenas a maneira como 3% da população fala.

Nas últimas 20 questões temos o estuary accent e o cockney accent sendo utilizados. Esse é o sotaque de 97% dos britânicos que reflete como o povo fala. Ai no IELTS quando você tem que entender as palavrinhas que eles falam de maneira diferente para o seu fill in the gaps que vem o desafio.

Outro desafio é a habilidade de ouvir e responder simultaneamente, já que o áudio não para e apenas é reproduzido uma vez. 

São em horas como essa que aqueles que encheram o peito para falar que era fácil mudam de opinião.

Minha conclusão é que não é que o IELTS é difícil, ele apenas não é para os amadores que querem fazê-lo de qualquer jeito sem preparo.

Rachou de estudar no Vestibular, Rache no IELTS também

Me espanta o indivíduo que passou 1 ano inteiro se não for mais, fazendo cursinho e estudando como um louco para passar no vestibular.

Aí, chega a hora de fazer um teste que pode dar-lhe a chance de mudar de vida, realizar sonhos, imigrar, trabalhar internacionalmente e essa mesma pessoa quer fazer de qualquer jeito.

Engraçado não? 

Ou esse povo é maluco ou pelo menos eu não consigo entender.

Preparação Técnica para o IELTS

Aprenda todas as técnicas e estratégias de quem já foi examinador do IELTS por vários anos e sabe como as coisas funcionam do lado de dentro.

Entre contato já, porque as vagas são limitadas.

Chame no Whatsapp

 

  

 

5/5 - (7 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published.