Artigos

Como Fazer Mestrado na Europa? Pós-Graduação Europeia!

Mestrado na Europa

Buscar o aprimoramento profissional em outro continente é o desejo de muitos brasileiros que vão até à Europa para cursar uma pós-graduação. Com uma extensa trajetória acadêmica, o velho continente abriga algumas das melhores faculdades do mundo cujo foco em avanços em áreas humanas, como a medicina, sempre esteve presente.

Seja para um curso de pós-graduação, um doutorado ou um mestrado, a Europa oferece diversas opções para brasileiros, algumas delas com bolsa. Confira como você pode dar entrada em uma universidade, os formatos de cursos e as principais áreas disponíveis. Boa leitura!

Procurando pelo curso ideal

O primeiro passo para quem busca por um mestrado na Europa é pesquisar pelo programa ideal. A maneira mais fácil de fazer isso é encontrar uma universidade que combina com você e olhar os cursos por ela ofertados.

Mestrado na Europa

Outra maneira de realizar o seu sonho é através de um mestrado na Europa com bolsa. Neste caso, também pode se pesquisar primeiro pelo programa que concede a bolsa e seus cursos disponíveis.

Formatos de bolsas para estudar na Europa

Considerando que a maior parte dos brasileiros que vão à Europa realizar um curso de pós-graduação chegam na condição de bolsista, conheça os formatos que esses benefícios são disponibilizados:

  • Bolsas disponibilizadas por um local específico ou país: quando um país ou uma região, como uma cidade, querem atrair estudantes estrangeiros, são realizados acordos com as universidades locais e bolsas para os cursos dessas instituições são disponibilizados;
  • Programas para bolsistas: esse formato de bolsa pode ser oferecido por uma universidade, pelo país da Europa, por uma instituição brasileira ou pelo governo do Brasil através de um programa de cooperação. Nesses casos os cursos disponibilizados são preestabelecidos.
  • Bolsas de estudos em faculdades na Europa baseadas no aluno: modelo considerado mais difícil, essa categoria de bolsa é disponibilizada para alunos que apresentam desempenho fora da curva ou que se enquadram em alguma política de cotas, como as para refugiados.

Bolsas para mestrado na Europa por países

Agora que você já conhece os formatos de bolsas disponíveis, confira uma seleção dos  principais programas de pós-graduação para estrangeiros de alguns países da Europa.

Inglaterra

A Inglaterra ganha destaque quando o assunto é mestrado na Europa com bolsa, por conta de suas grandiosas instituições, como a Universidade Oxford, mas também pelo programa de bolsas para mestrado, o Chevening.

O Chevening é um programa internacional de bolsas de estudo para mestrado no Reino Unido. Para os alunos contemplados, o programa oferece 1 ano de estudos com seus custos completamente cobertos e garante oportunidades exclusivas de networking.

Os pré-requisitos para concorrer a bolsa são:

  • Ter terminado seus estudos anteriores em uma universidade brasileira;
  • Possuir experiência mínima de 2 anos trabalhados na área do curso pretendido;
  • Apresentar o comprovante de proficiência na língua inglesa;
  • Candidatar-se para 3 universidades (a inscrição é feita mediante convite, caso as 3 instituições o convidem, você deverá decidir por uma delas).

Alemanha

A Alemanha possui um programa chamado Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), nele são ofertadas vagas de mestrado para estrangeiros, muitas delas com bolsa. O valor do benefício varia conforme o curso, mas em sua maioria cobre todos os custos com o curso e garantem ao bolsista um auxílio mensal.

Alguns cursos podem apresentar requisitos específicos, mas os itens pedidos por todos na hora da aplicação são:

  • Possuir um título de graduação emitido a menos de 6 anos e possuir pelo menos 2 anos de experiência comprovada na área do curso escolhido;
  • Apresentar o comprovante de proficiência na língua em que o curso é ministrado;
  • Enviar cartas de recomendação e motivação;
  • Enviar o histórico acadêmico e o seu currículo.

França

Lar de grandes instituições, a França possui uma agência ligada ao governo específica para estrangeiros que pretendem estudar no país, chamada Campus France. No programa, bolsas são concedidas pela Embaixada da França no Brasil ou pelas próprias universidades.

Um desses benefícios é a Bolsa Eiffel, que tem como foco a atração de acadêmicos interessados em realizar mestrado ou doutorado na França. A bolsa contempla os escolhidos, além dos cursos do custo, com uma ajuda de custo, passagens aéreas, seguro saúde e passagens para atividades culturais.

Um dos pré-requisitos para concorrer a Bolsa Eiffel é possuir no mínimo 25 anos para mestrados e 30 para doutorados.

Hungria

Saindo da rota dos países mais famosos da Europa, temos a Hungria, que também oferece bolsas de mestrado para estudantes estrangeiros. Com a missão de atrair mais alunos internacionais para suas universidades, o país criou o Stipendium Hungaricum.

O programa contempla cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado. Garantindo isenção de taxas relacionadas à instituição, aulas ministradas em inglês e uma verba mensal para cobrir parte dos custos de vida no país.

Garanta sua proficiência na língua em que as aulas são ministradas

Sua aplicação não será considerada se você não demonstrar suas habilidades com a língua estrangeira utilizada pela universidade.

Mesmo países cuja língua principal não é o inglês, como a França e a Alemanha, possuem instituições e cursos onde o idioma utilizado na sala de aula é o inglês, principalmente nas que recebem maior número de estrangeiros.

Entre os exames de proficiência na língua inglesa mais aceitos estão o IELTS e o TOEFL. Uma excelente maneira de se preparar para um deles é realizando um simulado IELTS gratuito.

Através do simulado, você saberá em quais áreas dos estudos da língua se concentram as suas dificuldades, garantindo uma trajetória prática e assertiva durante o aprendizado.

Não se esqueça dos vistos

Além do cuidado com os documentos pedidos pela universidade, você também deve se atentar para o formato de visto necessário, evitando que você não consiga entrar no país para iniciar o seu curso de mestrado na Europa.

Entre os principais requisitos para o visto estão os seguintes itens:

  • Possuir passaporte na validade;
  • Apresentar a carta de aceite da instituição;
  • Comprovação de condições financeiras para se estabelecer no país (caso a bolsa de estudos também cubra esses custos, basta apresentar um documento de comprovação concedido pela universidade).

Cumpra todos os pré-requisitos e realize sua pós-graduação na Europa

Conseguir uma bolsa de mestrado na Europa não é uma atividade extremamente difícil, muitos brasileiros já foram contemplados ou estão estudando no continente mais influente do mundo neste exato momento.

Para conseguir sua vaga, é importante dar atenção aos pré-requisitos e documentos necessários e não se esquecer da proficiência na língua. Bons estudos!

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.