Artigos

Tudo sobre o MIT

mit

Qualquer pessoa interessada em Ciência, Tecnologia ou Engenharia, seja brasileira, americana, francesa ou chinesa, sempre terá o Instituto de Tecnologia de Massachusett (Massachusetts Institute of Technology, ou MIT) como referência.

Todo esse prestígio não vem sem uma razão. Ora, de acordo com alguns dos mais prestigiados rankings universitários do mundo, o Massachusetts Institute of Technology é a melhor universidade do mundo.

Mas, além de sua fama, o que mais você sabe sobre essa instituição?

Não muito?

Neste conteúdo, nossa proposta é falar tudo sobre o MIT.

Vamos lá?

O que é o MIT?

Tendo por volta dos 160 anos de existência, o MIT, ou Massachusetts Institute of Technology, fica em região bem próxima de outra instituição de ensino superior renomada, a Universidade de Harvard.

Por isso, esta região é um dos locais de estudo mais cobiçados e populares do mundo.

Mas é o foco do MIT em tecnologia é o que o diferencia de outras grandes universidades americanas.

Mais precisamente, sua capacidade de transformar as ideias de seus alunos e acadêmicos em negócios rentáveis. Sem falar na sua pesquisa científica!

A melhor universidade do mundo em 2021

Atualmente, o MIT é a melhor instituição do mundo, segundo o QS World University Rankings 2021. Desde a primeira edição da lista, divulgada em 2012, mantém-se em primeiro lugar.

O MIT é classificado como a quinta melhor universidade do mundo em outra classificação internacional importante, THE World University Rankings, atrás de Oxford, Stanford, Harvard e Caltech.

Ex-alunos, professores e pesquisadores do MIT ganharam 93 Prêmios Nobel, 26 Prêmios Turing e 8 medalhas Fields até o momento.

Um total de 270 prêmios em diferentes categorias já foram concedidos aos afiliados da instituição. A National Medal of Science e o MacArthur Fellows Award são dois deles.

41 astronautas e 16 cientistas da Força Aérea dos EUA estão entre os que se formaram no MIT. Existe uma forte cultura empreendedora na escola.

Tanto que os ganhos anuais das empresas fundadas por ex-alunos do MIT (cerca de US$ 1,9 trilhão) seriam classificadas como a oitava maior economia do mundo.

Campus do MIT

Cambridge, uma cidade nos Estados Unidos, serve como sede da instituição. Mais de 60 obras de arte estão em exposição, além dos edifícios para aulas e 18 apartamentos estudantis. Há também muitos parques e jardins.

O MIT recebe cerca de 21.000 inscrições por ano. Embora, somente perto de 1450 recebem o sinal verde para aprovação.

Um total de mais de 11.500 alunos estão matriculados, com a maioria (quase 61%) matriculados em programas de pós-graduação, 8% dos estudantes de graduação são estudantes de intercâmbio. Isso salta para 44% no primeiro na pós-graduação.

Por fim, para você ter ideia, existe algo em torno de 3700 universitários do mundo todo.

Quanto custa estudar no MIT?

O custo anual de frequentar o MIT é de cerca de US $ 77.020.

A maioria dos estudantes, porém, paga significativamente menos.

A universidade fornece ajuda financeira completa, o que significa que atende a todas as necessidades documentadas do aluno.

Um estudante do MIT que recebe ajuda de acordo com a necessidade paga um preço médio anual total de US$ 22.969, que é semelhante ao que as faculdades estaduais dos Estados Unidos cobram.

No total, 89% dos estudantes recebem ajuda financeira na forma de bolsas de estudo e trabalho.

O MIT é uma das cinco faculdades americanas a implementar um procedimento de admissão completamente need blind e full need, o que significa que nenhum aluno fica em desvantagem de acordo com seu estado financeiro.

Todos os alunos admitidos que solicitarem auxílio financeiro receberão assistência da instituição.

Em outras palavras, o MIT concede ajuda financeira exclusivamente com base na comprovada necessidade financeira da família do aluno, e não no mérito, como é mais comum nos Estados Unidos.

Além da própria escola, os US$ 77.020 necessários para uma educação completa e não bolsista no MIT (indicado no início deste item) cobrem taxas extras, como hospedagem e alimentação.

Processo de admissão na MIT University

O MIT tem a honra de escolher os maiores cérebros de todo o mundo, independentemente de sua origem, nacionalidade ou situação financeira. Sua estratégia de admissão é “admissões cegas” para estudantes nacionais e internacionais.

Isso significa que, se um candidato for escolhido com base no mérito com base em qualificações acadêmicas e desempenho excepcionais, mas não puder pagar os estudos, a instituição ajudará financeiramente.

mit

Visão global do MIT

Algo em torno de dois quintos do número de alunos do MIT são internacionais. Eles vêm de 50 estados diferentes nos Estados Unidos e 118 outras nações.

O número é muito maior quando se trata do corpo docente, de acordo com QS World University Rankings, 1.677 dos 2.977 acadêmicos são estrangeiros.

Bolsas de estudo no MIT

Estudar lá de maneira alguma é barato.

Há, no entanto, uma variedade de bolsas disponíveis para todos os alunos, incluindo bolsas de estudo em tempo integral.

O pagamento médio anual baseado em necessidades de um bolsista do MIT é de US$ 23.442, o que é comparável ao custo de uma instituição pública nos Estados Unidos.

O MIT é uma das cinco instituições de ensino superior dos Estados Unidos com essas duas admissões acadêmicas e políticas de ajuda financeira para alunos:

  • Need-blind: na etapa de seleção de candidatos, poder para custear as mensalidades e outras questões financeiras ligadas a ter que estudar no MIT não é um critério para escolher um aluno para o MIT
  • Full-need: a aqui há o comprometimento da instituição de ensino superior em cobrir 100% dos custos dos alunos admitidos.

Ex-alunos notáveis do MIT

Mais de 139.000 alunos se formaram no MIT e agora estão trabalhando como profissionais talentosos em todo o mundo.

Muitos continuam associados à instituição ao longo de suas carreiras, fazendo voluntariado, auxiliando em estágios para alunos atuais, trabalhando como mentores e doando fundos para programas e bolsas de estudo.

39 indicados ao Prêmio Nobel e pessoas mundialmente famosas, incluindo o diplomata Kofi Annan e Buzz Aldrin, astronautas da missão Apollo 11, estão entre os ex-alunos notáveis da instituição.

Continue nos acompanhando no blog, pois sempre trazemos um conteúdo novo relacionado ao universo da educação.

 

Avalie a post

Leave a Reply

Your email address will not be published.