Artigos

Residência Médica na Inglaterra: Como Revalidar o Diploma?

Quer atuar na área da medicina no Reino Unido? Descubra como revalidar diploma médico na Inglaterra, todas as etapas necessárias até você conseguir seu registro profissional e como realizar uma residência no país. Se o seu sonho é ir para à terra da rainha, saiba que o processo pode ser caro e levar tempo, mas é menos complicado do que as possibilidades em outros países, como para revalidar diploma médico no Canadá.

Revalidar diploma médico: a proficiência

Para iniciar o processo de revalidação de diploma na Inglaterra, independente da área de atuação, você deverá apresentar uma nota geral de no mínimo 7.5 no IETLS, e de no mínimo 7.0 para cada quesito. A prova do IELTS, é dividida em 4 quesitos: listening, reading, speaking e writing. Sem a proficiência no inglês atestada, você não poderá dar entrada no processo, por isso invista no seu aprendizado.

Uma excelente opção é realizar um simulado IELTS gratuito, com ele você poderá descobrir em qual nível de fluência está o seu inglês e compreender em quais fases do aprendizado estão suas maiores dificuldades, direcionando seus estudos e obtendo um melhor aproveitamento.

Residência médica na Inglaterra: outros requisitos

Além da proficiência em inglês, para revalidar diploma médico na Inglaterra, você também precisará seguir outros pré-requisitos:

  • Ter um diploma médico de uma intuição reconhecida pela World Directory of Medical Schools;
  • Não possuir nenhum processo de negligência médica;
  • Possuir registro de médico no Brasil;
  • Não ter registro criminal.

Credenciando os documentos pelo EPIC

A entidade responsável por revalidar diploma médico na Inglaterra, é a General Medical Council – GMC, todo processo será gerenciado por ela, desde as provas até a emissão da sua licença médica. Com o resultado do IELTS em mãos, você já pode aplicar para a realização da primeira prova, mas apesar de ser um requisito pedido somente no final do processo, é recomendado que você valide os seus documentos antes das provas.

Residência Médica na Inglaterra

Para certificar e validar seus documentos você deve enviá-los para o EPIC, um sistema de checagem de dados da sua formação contratado pela GMC. Suas notas serão analisadas conforme a equivalência britânica. Fazer essa checagem antes dos exames é importante para ter certeza de que suas notas são necessárias para revalidar o diploma ou se inscrever em uma residência médica na Inglaterra.

Provas para revalidar diploma médico na Inglaterra

Com todos os pré-requisitos cumpridos, você poderá aplicar para as provas, na Inglaterra elas são divididas em duas etapas, sendo uma teórica e outra prática e podem ser realizadas na própria Inglaterra ou em outros territórios como o Canadá e Austrália, infelizmente o Brasil não está nessa lista. Dentre as provas para revalidar diploma de medicina de diversos países, a da Inglaterra é considerada uma das mais fáceis.

 

oet-como-um-britanico

OET

Occupational English Test (teste de inglês ocupacional) – OET, é uma alternativa a outras provas de reconhecimento de proficiência em inglês, como o IELTS.

A sua principal diferença é o foco na área da saúde, sendo aceito somente por entidades da área.

O exame avalia as habilidades de comunicação na língua inglesa dos profissionais de saúde que desejam trabalhar na Inglaterra, ou em outros países.

O diferencial de realizar o OET, é a credibilidade, já que a prova certifica não só que você possui conhecimento necessário em inglês, mas…

Também está apto a enfrentar o dia-a-dia do ambiente médico.

A prova utiliza cenários reais da saúde na sua estrutura de avaliação, sendo composta por 4 habilidades, confira quais são elas:

  • Escuta: com duração de 45 minutos para responder 42 questões, a primeira etapa foca na escuta e compreensão de matérias como consultas e palestras da área;

  • Leitura: focada na leitura e interpretação de materiais ligados a saúde, a segunda etapa tem duração de 60 minutos e 20 questões;

  • Escrita: na terceira parte do exame, os interessados têm 45 minutos para escrever uma carta de recomendação médica;

  • Fala: durante a última etapa, serão realizadas duas encenações individuais, nelas você fará o papel do médico e um ator o paciente, cada cena dura cerca de 10 minutos.

O OET, é aplicado no computador ou em prova impressa no papel.

Acontecendo em centros credenciados ao redor do globo, isso inclui o Brasil, por aqui as cidades com centros disponíveis são:

  • Brasília

  • Rio de Janeiro

  • São Paulo

  • Juiz de Fora

Sendo Juiz de Fora disponível para realização do teste impresso somente.

As notas do exame são dadas pelas letras A, B, C, D e E. Para melhor desempenho são disponibilizados exemplos de cada etapa, possibilitando um estudo focado ao estilo da prova.

 

PLAB Test

Para trabalhar como médico na Inglaterra…

 Você terá de realizar obrigatoriamente dois testes, chamados Professional and Linguistic Assessments Board (Conselho de avaliações profissional e linguística) – PLAB.

O PLAB test são duas provas específicas para médicos que se formaram no exterior e desejam praticar medicina no Reino Unido.

Ele avalia sua capacidade de trabalhar em um hospital no país.

Lembrando que, para conseguir se inscrever nas provas, você deverá ter o seu diploma de medicina validado e uma pontuação de no mínimo 7,5 no IELTS (CAMINHO mais difícil), ou equivalente em outros exames de proficiência.

Um fator limitante da prova, são os locais de aplicação.

O PLAB 1, pode ser respondido em centros espalhados no Reino Unido e alguns outros países, mas infelizmente não no Brasil.

No caso do PLAB 2, é ofertado somente na Inglaterra.

Confira as especificidades de cada teste:

PLAB 1

O primeiro exame, tem como missão testar sua capacidade de aplicar seus conhecimentos no cuidado dos pacientes.

A organização da prova, lembra que as perguntas não testam o quão bem você consegue lembrar ou recitar fatos, ou seja, não adianta decorar as respostas, a avaliação será mais sobre suas capacidades pessoais de ser um bom médico.

O exame abrange as comorbidades mais comuns em prontos-socorros, importantes e agudas, atendidas principalmente por residentes. Compõe o PLAB 1, 180 questões de múltipla escolha que podem ser respondidas em até 3 horas.

Cada questão, inicia com uma breve descrição de um cenário clínico sendo seguida por uma pergunta, a partir dela você escolherá uma resposta certa entre 5.

As perguntas do PLAB 1, estão relacionadas às melhores práticas médicas do Reino Unido, portanto o seu estudo deve ser direcionado ao serviço público do país europeu, e não do Brasil.

Para a realização da prova, alguns itens devem ser obrigatoriamente trazidos por você, confira quais são eles:

  • Documento de identificação: como o passaporte

  • Confirmação da inscrição no exame

  • Lápis, borracha e apontador.

Itens proibidos:

  • Calculadoras;

  • Relógio de pulso;

  • Casacos, bolsas e dispositivos eletrônicos.

PLAB 2

O segundo exame, corresponde a parte prática da avaliação, composto por 16 cenários com duração de 8 minutos cada.

O objetivo do PLAB 2, é representar cenas reais de um hospital no Reino Unido, a partir de simulação de consultas ou entradas de emergência em um hospital.

Na prova, você vai andar entre as estações de encenação, realizando as tarefas pedidas em cada uma. Além das 16 estações avaliativas, estão inclusas também duas de descanso.

No dia da realização da prova, você primeiro lerá um resumo, similar a um prontuário, sobre o paciente (ator ou manequim) que está te esperando na estação. Esse resumo deve ser lido no seu tempo de deslocamento entre as encenações, sendo de 1 minuto e 30 segundos.

Durante cada uma das estações, você será observado por um examinador, pessoalmente ou através de câmeras. Os examinadores não intervêm na prova e fica proibido conversar com os demais candidatos, anotar detalhes dos exames durante os atendimentos e utilizar livros, relógio e aparelhos eletrônicos durante a prova.

Os itens avaliados no PLAB 2, são:

  • Coleta de dados, habilidades técnicas e de avaliação: neste quesito você deve demonstrar segurança no entendimento da cena, realização do exame físico, procedimentos práticos e investigações que levam ao diagnóstico;

  • Habilidades de gerenciamento clínico: nesse item você será julgado pela capacidade de formular um diagnóstico, dar explicações aos pacientes e formular um plano de manejo do caso.

  • Habilidades interpessoais: nelas são avaliadas suas habilidades em estabelecer um relacionamento com o paciente, como você faz os questionamentos a ele, e como você mantém o paciente envolvido, demonstrando profissionalismo e compromisso com os princípios éticos.

Preços

Além da passagem e estadias na Inglaterra, você também terá custos com cada prova. Sendo 230 libras para o PLAB 1 e 840 libras para o PLAB 2.

Demais considerações importantes sobre o PLAB Test

Outro fator a ser considerado são as tentativas, cada candidato tem o direito a 4 repetições. E a aprovação no PLAB 2 deve acontecer em no máximo dois anos após a aprovação no PLAB 1, caso isso não ocorra, uma nova inscrição deve ser feita, reiniciando o ciclo.

As inscrições são feitas no site da GMC, sendo cada prova aplicada 4 vezes ao ano. Os resultados das provas são divulgados após 4 a 6 semanas de suas realizações, para ambos os exames

Licença médica e mercado de trabalho

Depois da aprovação no PLAB2, você já estará apto para trabalhar e receberá sua licença médica inglesa, lhe dando o direito de exercer a medicina no país.

Porém, mesmo se você já possuir uma especialização no Brasil, a licença médica concedida após o PLAB2 é equivalente à de um médico recém-saído da residência médica na Inglaterra, chamada de FY-2.

Para conseguir um posto de trabalho você deve procurar por uma vaga no site do National Health Service – NHS, nele você poderá se candidatar somente para postos equivalentes ao FY-2.

Fazendo carreira e realizando residência médica no Reino Unido

Para se especializar e avançar na carreira na Inglaterra, você poderá aplicar para programas que funcionam praticamente como uma residência. 

Esses programas só podem ser realizados em hospitais públicos, administrados pelo NHS. 

IMPORTANTE Só é possível atingir o posto de especialista a partir desses programas.

Para atingir o cargo de Consultant, equivalente a uma profissional com especialização, você levará entre 7 e 8 anos, avançando por entre os programas de residência.

Salário

Em comparação com países como os Estados Unidos, a Austrália e o Canadá, o salário de um médico na Inglaterra é considerado baixo.

O valor inicial após a conquista da licença é de 2500 libras, o equivalente a um iniciante em várias profissões no país.

A profissão é considerada promissora por conta da possibilidade de atingir o cargo de especialista, que tem o salário de em média 3800 libras, mas não é tida como uma meta de vida de altos ganhos como no Brasil.

Sempre lembrando que a proporção entre os seus ganhos e gastos na INGLATERRA. É infinitamente melhor que no Brasil, onde os preços sobem a cada dia.

Vale a pena pensar nos seus motivos de imigrar para a Inglaterra em busca de oportunidades como médico.

 A qualidade de vida, a oportunidade de estudar e residir em instituições de referências mundiais podem ser mais que suficientes, tendo em vista que o salário é o suficiente para uma vida confortável.

O Reino Unido é o que você procura?

Apesar do processo para revalidar diploma médico na Inglaterra ser considerado um dos mais fáceis, trabalhar no país não significa possuir altos ganhos como em outros países.

Vai de você colocar na balança o que importa mais e tomar a decisão, sem esquecer de dominar o inglês, o primeiro passo que te possibilita oportunidades como essa!

5/5 - (5 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *